h1

Em 2011, Desista.

dezembro 30, 2010

Se eu pudesse voltar no tempo e conversar comigo mesmo sobre os anos que viriam e, em uma palavra, resumisse tudo o que gostaria de transmitir a mim, diria: desista.

Desista de tentar fazer do seu cabelo aquilo que ele não é.
Desista de provar que está sempre certo. Você vai descobrir que, muitas vezes, agiu errado quando pensava estar cheio de razão. E que também tomou decisões certas quando entendia estar errando.
Desista de guardar rancor. Ele é tão desnecessário quanto correr uma maratona com uma bola de aço amarrada na perna.
Desista de converter pessoas com a força dos argumentos. Aprenda, desde já, que o Espírito convence de maneiras incompreensíveis.
Desista de mentir para si mesmo. Você não é tão perfeito quanto é tentado a imaginar.
Desista dos invejosos.
Desista de se lembrar das palavras que não te fizeram bem. Palavras são coisas poderosas, só as melhores merecem um lugar em seu coração.
Desista de exigir das pessoas aquilo que não podem dar.

Lembre-se de que existem águas tranqüilas e pastos verdejantes.

Desista de ler a Bíblia procurando argumentos para as suas próprias idéias. A Palavra é uma carta de amor, a mais bela que já foi escrita.
Desista da comunhão fingida.
Desista de cobrar aquilo que não é capaz de fazer.
Desista de ser duro com você mesmo. Você não é tão mal como pensa.
Desista da fofoca. Ela é como a nicotina: te apodrece e vicia.
Não se esqueça de desistir de brigar com seus irmãos de fé. Por mais que você não concorde, eles são preciosos, custaram o sangue do próprio Deus.

Lembre-se de que existem lírios nos campos.

Desista de tentar descobrir se Adão tinha umbigo. É melhor usar seu tempo cuidando do próximo.
Desista de ofertar para que todos vejam.
Desista do medo e de todas aquelas comidas horrorosas que te deixam tão pesado.
Desista de cantar aquilo que não vive e de viver aquilo que não canta.
Desista de agradar a todos. Nem Jesus foi unanimidade.
Desista dos atalhos e dos caminhos largos.
Desista da ansiedade.
Desista de procurar ciscos nos olhos dos outros.
Desista de tentar mudar a Igreja. Estão tentando há, no mínimo, mil anos.

No entanto, lembre-se de insistir em amar. Apenas quando insistimos na decisão de amar nos tornamos capazes de desistir de tudo o que nos impede de sermos melhores a cada manhã.

Pense Nisso.

Clayton Olee

 

4 comentários

  1. É…vou amar…


  2. Olá Clayton, olá banda DiscoPraise!
    Quanto tempooo, quaannta saudadeeess!!
    Adorei seu texto e realmente ele é mto bom!
    Bem direto, bem verdadeiro!
    Aprendi mto com ele e ri mto na parte dos cabelos. Kkkkkkkk!!!
    Enfim, mto legal!!
    Sou aqui da Assembléia do Rio Comprido (Rio de Janeiro), pastor Davi Nobre Rocha (pai da Priscilla, lembram??? Rsrs!).
    Então…
    Deus continue abençoando vcs, as músicas, suas famílias de vcs.
    Bjo, a paaazzz!!!
    Voltem logo aqui p RioooO😉


  3. No entanto, lembre-se de insistir em amar. Apenas quando insistimos na decisão de amar nos tornamos capazes de desistir de tudo o que nos impede de sermos melhores a cada manhã

    cara… xD é nisso que estou vivendo, é tão simples e colocamos dificuldades pra entender.. hehehe ;D


  4. Eu desisto!!!

    você é uma benção irmão! Deus abençoei sua vida, seu ministério….
    =D~



Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: